31.3 C
Dourados
quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Especial: Setor imobiliário vive melhor momento

- Publicidade -

Setor imobiliário vive melhor momento

Empresário Cláudio Iguma, da Imobiliária Continental, diz que investir em imóveis é um negócio seguro

Flávio Verão

DOURADOS – Um jovem recém formado montou em Dourados seu primeiro empreendimento: uma imobiliária. Foi no ano de 1968, momento em não se pensava nisso como uma ‘boa idéia’.

Com pouca infraestrutura e sem atrativos, no entanto, a segunda maior cidade do Estado nunca decepcionou o empresário Cláudio Iguma. A pequena cidade se tornou pujante, capital econômica da região sul de Mato Grosso do Sul, referência em vários setores da economia.

Formado em Direito e Ciências Econômicas, Cláudio Iguma é um exemplo de profissional empreendedor que resistiu as turbulências inflacionárias do país e acompanhou o desenvolvimento de Dourados. A imobiliária dele é a mais antiga em atuação no mercado douradense, fruto de trabalho e sucesso. Ele lembra que no início tudo era difícil.

“Quando fundei a imobiliária, em 1968, Dourados já tinha outras empresas nesse setor, porém nenhuma oferecia um serviço diferenciado para atender todos os tipos de clientes”, recorda. “Com isso busquei trazer para a cidade um modelo inovador de gestão e fui o primeiro a ter a carteira profissional (registro nº 25) de corretor de imóveis (Creci)”, reitera o empresário.

A Continental passou a se destacar entre os demais empreendimentos do setor e o crescimento da empresa foi aconte-cendo de forma espontânea. Cláudio Iguma dividia o tempo entre as tarefas de corretor de imóveis e advogado.

Nem mesmo as dificuldades passadas pela empresa durante o plano econômico – Cruzado e Cruzeiro – foram empe-cilhos para que a família Iguma investisse na compra, venda e locação de imóveis. “Investir nesse setor na cidade é um negócio que nunca se perde”, ensina. Ele explica que o imóvel pode não ser valorizado de um ano para o outro, mas nun-ca irá perder o seu valor.

Com a entrada do Plano Real, segundo Iguma, o mercado imobiliário tornou-se sólido e hoje vive o melhor desempe-nho dos últimos anos. Membro da Comissão que avalia os imóveis da cidade e calcula o valor a ser lançado no carnê do Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU), o empresário ressalta que os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) valorizaram ainda mais o setor imobiliário de Dourados.

Quanto ao futuro do mercado, ele diz que a região Noroeste, no prolongamento de acesso à Cidade Universitária e aeroporto, bem como o entorno do Hospital Universitário, será uma das áreas que mais irá crescer e valorizar nos próxi-mos anos.

Cláudio Iguma é proprietário da imobiliária Continental, a mais antiga da cidadeFoto: Hedio Fazan

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-