29.1 C
Dourados
sexta-feira, 1 de julho de 2022

Campanha da OIT destacará cultura positiva de segurança e saúde no trabalho

- Publicidade -

Por ONU

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançou a campanha “Vamos agir em conjunto para construir uma cultura positiva de segurança e saúde” para  marcar o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, celebrado em 28 de abril.

O foco da campanha estará na importância da participação e do diálogo social ma criação de um ambiente de trabalho seguro e saudável.

De acordo com a agência, uma cultura forte de Segurança e Saúde no Trabalho é aquela em que o direito a um ambiente de trabalho seguro e saudável é valorizado e promovido tanto pela gestão como pelos trabalhadores e em que os trabalhadores se sentem à vontade para levantar preocupações sobre possíveis riscos ou perigos de seu local de trabalho.

O Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho (SST) será comemorado em 28 de abril de e explorará o tema da participação e do diálogo social na criação de uma cultura positiva de segurança e saúde.  O título oficial da campanha da Organização Internacional do Trabalho (OIT) é “Vamos agir em conjunto para construir uma cultura positiva de segurança e saúde no trabalho”.

Durante a pandemia de COVID-19, um sistema de SST forte, que inclui a participação significativa de governos, empregadores, trabalhadores, agentes de saúde pública e todas as partes relevantes em nível nacional e empresarial, se mostrou crucial para proteger os ambientes de trabalho e salvaguardar a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Por meio de um diálogo social eficaz, os governos, organizações de trabalhadores e de empregadores participam ativamente em todas as fases dos processos de tomada de decisões em matéria de Segurança e Saúde no Trabalho. 

Isso é importante desde o desenvolvimento e revisão da política de SST e estruturas regulatórias para enfrentar desafios persistentes e novos de SST, até a aplicação real no local de trabalho. O diálogo social não só contribui para melhorar as políticas e estratégias de SST, mas também é essencial para criar apropriação e compromisso, facilitando o caminho para a sua implementação rápida e mais eficaz.

No local de trabalho, uma cultura forte de Segurança e Saúde no Trabalho é aquela em que o direito a um ambiente de trabalho seguro e saudável é valorizado e promovido tanto pela gestão como pelos trabalhadores. Uma cultura de SST positiva baseia-se na inclusão, por meio do envolvimento significativo de todas as partes na melhoria contínua da segurança e saúde no trabalho.

Em um local de trabalho com uma forte cultura de SST, os trabalhadores e as trabalhadoras se sentem à vontade para levantar preocupações sobre possíveis riscos ou perigos no local de trabalho e a administração é proativa em colaborar com os trabalhadores para encontrar soluções adequadas, eficazes e sustentáveis. Isso requer comunicação e diálogo abertos baseados na confiança e no respeito mútuo.

De acordo com “Estimativas conjuntas da OMS e da OIT sobre o ônus de doenças e lesões relacionadas ao trabalho, 2000-2016 “:

  • Lesões e doenças relacionadas ao trabalho provocaram a morte de 1,9 milhão de pessoas em 2016.
  • A maioria das mortes relacionadas ao trabalho deveu-se a doenças respiratórias e cardiovasculares.
  • As doenças não transmissíveis foram responsáveis por 81% das mortes.
  • As maiores causas de mortes foram doença pulmonar obstrutiva crônica (450.000 mortes); acidente vascular cerebral (400.000 mortes) e cardiopatia isquêmica (350.000 mortes). Lesões ocupacionais causaram 19% das mortes (360.000 mortes).
  • O estudo leva em consideração 19 fatores de risco ocupacional, como exposição a longas jornadas de trabalho e exposição no ambiente de trabalho à poluição do ar, asmagens, a substâncias cancerígenas, a riscos ergonômicos e a ruído.
  • Globalmente, as mortes relacionadas ao trabalho por população caíram 14% entre 2000 e 2016. No entanto, as mortes por doenças cardíacas e derrames associados à exposição a longas jornadas de trabalho aumentaram 41% e 19%, respectivamente. Isso reflete uma tendência crescente neste fator de risco ocupacional relativamente novo e psicossocial

À medida que continuamos a viver uma crise global de saúde e enfrentamos riscos contínuos de SST no mundo do trabalho, devemos continuar avançando para a construção de uma cultura forte de segurança e saúde em todos os níveis.

Comentários do Facebook

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-