29.1 C
Dourados
sexta-feira, 1 de julho de 2022

A trajetória do goleiro Cássio

- Publicidade -

No futebol são poucos os goleiros que alcançam o status de referência máxima dentro de um clube, se tornando verdadeiros ídolos. No Brasil, inclusive, dá para contar nos dedos os atletas que, com as luvas e debaixo de uma trave, conquistaram esse amor incontestável pela torcida. E é por isso que você precisa conhecer a trajetória do goleiro Cássio, um dos ídolos recentes do Corinthians. 

O início da carreira do goleiro Cássio 

Nascido em Veranópolis, no Rio Grande do Sul, Cássio Roberto Ramos começou a sua carreira profissional no Grêmio em 2005. O goleiro foi descoberto em sua cidade natal pela equipe de Porto Alegre, e nos gramados do Olímpico deu os seus primeiros passos e fez as suas primeiras defesas. 

Pelo Grêmio, foram poucas partidas: apenas 3, entre 2005 e 2007. No entanto, foi suficiente para que ele fosse chamado para a Seleção Brasileira Sub-20 para a disputa da Sul-Americana de 2007. Com a amarelinha no sub, ele acabou se tornando titular e foi campeão do torneio naquele ano – o que lhe rendeu uma convocação para o Brasil principal.

Uma breve passagem pela Europa 

A atuação na Sul-Americana Sub-20 e os poucos jogos no Grêmio despertaram o interesse de clubes do exterior. Na temporada 2007/2008, o goleiro Cássio foi vendido pelo PSV da Holanda, onde venceu a Eredivisie. Depois de apenas duas partidas, no ano seguinte, ele foi emprestado ao Sparta Rotterdam.

Pelo Sparta, a sua carreira começou a engrenar em termos de titularidade. Ele fez 14 partidas e conquistou a Recopa dos Países Baixos. A boa temporada fez com que ele voltasse ao PSV, mas novamente foi pouco aproveitado. Foi então que em 2012 uma transferência mudou a sua carreira para sempre.

De promessa à ídolo do Corinthians 

2012 foi sem sombra de dúvidas o melhor ano da carreira do goleiro Cássio – e muito provavelmente do Corinthians. Ele foi vendido para o Timão e, apesar de inicialmente ter sido banco de Júlio César, acabou conquistando a titularidade absoluta.

A sua primeira partida com a camisa corintiana foi no dia 28 de março, contra o XV de Piracicaba, por 1 a 0. Naquele ano, quando o Corinthians chegou à Libertadores, Cássio fez uma campanha impecável, com defesas incríveis – a mais lembrada, contra Diego Souza, do Vasco. 

Resultado? Corinthians campeão inédito da Libertadores e Cássio desbancando como um dos grandes nomes daquela equipe. A partir daí, começou o apelido de “Gigante”, que fez juz ao goleiro de 1,96 metros de altura e muita disposição em campo. 

Ainda em 2012, o goleiro Cássio foi campeão do Mundial de Clubes junto com o Corinthians, em mais uma campanha incrível debaixo da trave. O jogador pegou tudo na partida decisiva contra o Chelsea, então campeão inédito da Champions League, e se consagrou inclusive como o Bola de Ouro daquela competição. 

A partir daí, o nome de Cássio já estava marcado na história do Corinthians. É considerado por muitos, inclusive, como o maior goleiro da história do Timão. 

Títulos do goleiro Cássio pelo Corinthians 

Já são dez anos no Corinthians. Nesse meio tempo, o goleiro Cássio praticamente ganhou tudo que tinha para ganhar com a camisa corintiana – se tornando, inclusive, o jogador com mais títulos da história do clube.

Em 592 jogos pelo Corinthians, Cássio participou de 273 vitórias, 181 empates e 138 derrotas. Os títulos com o Timão foram 9:

  • Libertadores 2012
  • Mundial de Clubes 2012
  • Recopa 2013
  • Paulista 2013
  • Brasileirão 2015
  • Brasileirão 2017
  • Paulista 2017
  • Paulista 2018
  • Paulista 2019 
Comentários do Facebook

Veja também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade-