Eleição na Câmara pode ser feita sem troca de nomes de chapa, decide juiz

11/12/2018 16h02 - Por: Da redação


Câmara está autorizada a fazer eleição sem troca de nomes
Foto: Filipe Prado/CMD Câmara está autorizada a fazer eleição sem troca de nomes
Foto: Filipe Prado/CMD

Está derrubada a liminar provisória para que a Câmara de Vereadores de Dourados tenha que votar a substituição dos nomes dos vereadores presos Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM) para que haja a eleição da Mesa Diretora.

A decisão é do juiz José Domingues Filho, titular da 6ª Vara Cível de Dourados. Ele derrubou a liminar garantida no fim de semana pelo grupo de Pepa que entrou com ação na justiça e teve decisão favorável pelo juiz plantanista Zaloar Murat Martins.

Os vereadores que são base da prefeitura municipal na Câmara queriam trocar os presos Pepa e Cirilo por Bebeto (PR) e Jânio Miguel (PR).

Agora, os nove vereadores que são base da prefeita Délia Razuk na Câmara terão que aceitar que o presidente da chapa deles, mesmo preso, concorra a eleição. Pepa é candidato a presidência e Cirilo é 2º secretário. Integran a chapa Junior Rodrigues (PR), na vice-presidência e Silas Zanata (PPS) como 1º secretário.

Eles têm ainda o apoio de Cido Medeiros (DEM), Carlito do Gás (PEN), Jânio Miguel (PR), Romualdo Ramim (PDT), Juarez de Oliveira (MDB) e Maurício Lemes (PSB). Por estarem presos, Pepa e Cirilo não votam.

A outra chapa é composta por vereadores independentes, sendo composta por oito parlamentares. Alan Guedes (DEM) é candidato à presidência e tem como vice Elias Ishy (PT), Sérgio Nogueira (PSDB) como 1º secretário e Daniela Hall (PSD) 2º secretário, atual presidente da Casa de Leis. O grupo tem apoio de Marçal Filho (PSDB), Olavo Sul (PEN), e Madson Valente (DEM) e Lia Nogueira (PR).

Com a decisão, a atual presidente da Câmara, Daniela Hall, pode convocar os vereadores para votar a eleição da mesa. Ela chegou a convocar quatro sessões extraordinárias, porém, os parlamentares ligados a Pepa se ausentaram ou abandonaram o plenário.

Pepa, candidato a presidência, e Cirilo, 2º secretário, estão presos Pepa, candidato a presidência, e Cirilo, 2º secretário, estão presos


Envie seu Comentário